8 PLANTAS PARA AMBIENTES INTERNOS E SEUS CUIDADOS.

Por Lara Ramos e Júlia Labigalini

Para você amante de plantinhas em casa (ou não), aqui vai algumas plantas fáceis de encontrar, e algumas diquinhas para seus cuidados. Mas antes, é bom lembrar:

  • Toda plantinha precisa de uma boa drenagem, para correr bem a água em suas raízes, então consequentemente, sem exceção, todos os vasos devem ter furos para que isso ocorra, e para que não fique com acúmulo de água.
  • Elas se desenvolvem dependendo do tamanho de seu vaso, ou seja, quanto maior o espaço para o crescimento da raiz, maior sua plantinha ficará.
  • Todas precisam de uma atenção para a terra, sendo como um alimento para elas, com o tempo sempre precisam de reposição, e isso ajuda no seu bem-estar.
  • Sobre a questão de custo, depende um pouco de seu tamanho, pois quanto maior o seu tempo de vida, maior será o seu valor. Isso por conta da valorização do seu processo e cuidado.

Aqui segue a nossa seleção de plantas maravilhosas para ambientes internos. Quatro pendentes e quatro não pendentes:

1. Samambaia

São as queridinhas para dentro de casa.

Tem uma grande variedade de espécies, cada uma com uma folhagem diferenciada. Somente no Brasil já foram descritas mais de mil espécies.

Se dão bem em lugares úmidos e sombreados, sem receber luz direta, pois o sol pode queimar sua folhagem.  Apesar de não gostar de lugares muito quente, nos meses de inverno as protejam do frio e do vento.

Podem ser aguadas todos os dias, uma quantidade equivalente à um copo.

Sua Samambaia irá se dar melhor se estiver livre, não sendo aconselhável seu contato com paredes ou até mesmo com qualquer outra superfície.

Uma ideia interessante é coloca-la suspensa no teto de sua casa.

Foto: Pinterest

2. Jiboia

Foto: Pinterest

É uma planta trepadeira de fácil manutenção, usada para forração de vasos e canteiros.

Apesar de suportar a falta de água por ser resistente, gosta bastante de rega e calor, podendo aguar seu solo 3 vezes por semana.

Da mesma forma que a Samambaia, a Jiboia precisa de luz indireta.

O cultivo no vaso ou pendente, se comporta até 15 metros, já no chão, para forragem, elas chegam até 18 metros.

Interessante coloca-la como trepadeira em paredes ou em cuias, ficando com suas folhas pendentes.

3. Hera

Como a Jiboia, a Hera, também é uma planta forração, gostando de espaço. Mas também pode ser cultivada como pendente.

Tao flexível que pode ser cultivada em ambientes com sombra, meia sombra e até mesmo no sol, porém não gosta de lugares abafados, e se dão bem em ambientes com boa claridade.

Uma dica sobre a Jiboia, se possível deixar distante de crianças e de seus pets, pois é uma plantinha tóxica.

Foto: Pinterest

4. Peperômia

Foto: Pinterest

É uma plantinha que ocupa pouco espaço e é ideal para um ambiente sombreado, com isso é recomendada para ambientes internos. Suas regas devem ser regulares, não podendo ter seu solo encharcado.

Ela pode atingir até 1 metro. Como citamos no caso da Samambaia, o sol direto pode também queimar as folhas de sua Peperômia.

5. Zamioculca

Se adaptam melhor em ambientes internos, com pouca luz. Porém se caso preferir colocar sua plantinha em um ambiente externo, é só lembrar de não as deixar em contato direto com o sol.

São pouco exigentes com água, podendo rega-las duas vezes por semana. Com isso, vale lembrar: não encharque sua platinha, pois você pode acabar deixando suas folhas amareladas e até mesmo apodrecer suas raízes. 

Além de uma bela decoração, pois sua folhagem é sempre de um verde vivo, ela oferece um ar puro.

Outro ponto importante é que são plantas resistentes e duráveis, não precisando de poda, por conta de seu crescimento lento, com isso sendo uma planta fácil de cuidar.

Foto: Pinterest

6. Areca Bambu

Foto: Pinterest

Ela é muito utilizada para decoração de jardim e interior.

Quando cultivada em jardins pode chegar 6m de altura, mas em vasos menores, seu tamanho não chega a ser tanto.   

Ela forma touceira, aparecendo vários galhos da raiz principal. São bem resistentes a doenças e pragas.

Em vaso, na sombra, permanece com as folhas verdes. Já no sol, elas ficam amareladas. Podem ser regadas de 2 a 3 vezes por semana. Gosta do substrato úmido e para manter ela vistosa basta borrifar água em sua folhagem.

A Areca Bambu é muito indicada para a purificação do ar. 

7. Maranta

Apresenta aproximadamente 500 espécies, a maioria delas têm sua folhagem colorida, podendo mudar em suas fases. Com isso, é uma planta bem alegre para seu cantinho.

Elas vivem bem em apartamento, com meia sombra e gostam de umidade. Suas regas devem ser feitas de 2 a 3 vezes na semana.

Lembrando: nunca deixe encharcada. Em dias muito seco, mantenha a terra irrigada e borrife água em suas folhas.

A Maranta não é uma planta muito grande e pode chegar a 50 cm de altura.

Foto: Pinterest

8. Rafis

Foto: Pinterest

Uma palmeira de porte pequeno, mas pode atingir cerca de 4m quando adulta, e tem seu crescimento bem lento.

Não necessita de muita luz, preferindo assim os ambientes internos.

Como a Zamioculca, a Rafis também é de fácil cuidado, pois deve manter uma rega moderada, sendo apenas vez por semana e também não há necessidade de poda.

Esperamos que tenham gostado e que esse conteúdo tenha ajudado para o cuidado de suas plantinhas. Se quiserem mais informações, corre conferir mais do meu trabalho no Instagram: @florasião.

Galpão Mag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s